cuidadordeidoso

Educação Financeira para Pessoas Idosas

EDUCAÇÃO FINANCEIRA PARA PESSOAS IDOSAS

O projeto – Educação Financeira para Pessoas Idosas – é fruto de uma parceria do OLHE com a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania – SMDHC, a partir de Emenda Parlamentar apresentada pelo vereador Daniel Annenberg, conforme legislação em vigor (Termo de Fomento TPM/102/2022/SMDHC/CPPI)

A violência financeira ou patrimonial contra a pessoa idosa é  caracterizada por apropriação de bens e imóveis, saques de dinheiro com cartão mediante fornecimento de senha, privação ao idoso dos próprios pertences e mau uso destes recursos. Não é incomum que familiares mais jovens atuem, seja a pedido dos próprios idosos ou não, como seus procuradores, por exemplo para a movimentação de contas bancárias, recebimento de benefícios, aquisição ou venda de imóveis, administração de bens e de fundos de investimento e outras atividades que envolvam recursos financeiros e/ou materiais. Por isso, o acesso ao conhecimento qualificado de Educação Financeira é necessário e indispensável para minimizar essa situação de violência financeira.

O projeto visa oferecer às pessoas idosas a possibilidade de dar os primeiros passos nesta trilha, buscando despertar o seu interesse pelo tema, conscientizar e empoderar esse idoso para ampliar o seu repertório de conhecimentos e poder fundamentar suas decisões financeiras com base nos princípios básicos da Educação Financeira.

O objetivo do Projeto é disseminar informações e contribuir para a construção coletiva de conhecimentos a respeito de Educação Financeira para pessoas idosas, para que possam fazer escolhas conscientes com relação ao crédito e adotar estratégias para controle financeiro.

Como beneficiários diretos, o projeto pretende alcançar 250 (duzentas e cinquenta) pessoas idosas aposentadas, pensionistas ou beneficiárias do BPC – Benefício de Prestação Continuada de Assistência Social, residentes na cidade de SP, participantes de programas de acolhimento e convivência em áreas de vulnerabilidade social, com faixa etária a partir de 60 anos. O projeto será desenvolvido em 10 instituições que atendem o público-alvo, distribuídos nas subprefeituras de Sé, Pinheiros, Mooca, Vila Prudente, São Miguel e Santo Amaro.

Como público indireto, podemos apontar os familiares e pessoas do convívio direto dos participantes que poderão ser influenciados por eles para a melhor gestão dos próprios recursos financeiros.

Ainda como público indireto pretendemos formar 12 pessoas idosas para atuarem como monitores e multiplicadores no projeto. Estes serão formados não só no conteúdo programático do curso, mas também na metodologia pedagógica que prevê a disseminação do aprendizado para pessoas adultas.

A metodologia adotada prevê atividades em grupo, apresentação de vídeos e promoção de rodas de conversa para refletir sobre pontos básicos da Educação Financeira. Os conteúdos e atividades trabalhadas estão organizadas em 3 encontros, com carga horária de 3 horas cada encontro.

  • Encontro 1: O dinheiro na minha vida
  • Encontro 2: Uso consciente do dinheiro
  • Encontro 3: Enfrentando desafios

Os encontros são conduzidos por multiplicadores, devidamente preparados pela equipe do projeto, em formação presencial com 6 horas de duração. Os multiplicadores são acompanhados por monitores para apoio e suporte durante a condução dos encontros com as pessoas idosas. Tanto os multiplicadores quanto os monitores estão na faixa etária acima de 60 anos, para que possam estabelecer um canal de comunicação e uma relação de empatia com as pessoas idosas participantes do projeto.

Cada participante recebe uma apostila para acompanhar as atividades e reforçar a aprendizagem. Ao final dos encontros, os participantes receberão certificado de participação.

Cronograma

Janeiro: Elaboração do material para Multiplicadores e Participantes

Divulgação do projeto para inscrição de candidatos a multiplicadores

Março: Seleção dos multiplicadores e monitores
Definição de cronograma dos locais / alocação de multiplicadores

Maio: Encontro 2 (10 locais)

Avaliação dos encontros

Julho: Avaliação do curso

Consolidação de indicadores de resultados

Fevereiro: Prospecção de locais para a realização dos encontros

Formação dos multiplicadores e monitores

Abril: Encontro 1 (10 locais)

Avaliação dos encontros

Junho: Encontro 3 (10 locais)

Avaliação dos encontros

Agosto: Avaliação dos resultados (alcance dos objetivos / aprendizado)

Elaboração de relatório final

Elaboração: 03/04/23

parceria
logomarca_stx
logo

Todos pela Saúde

Todos pela Saúde

Todos pela Saúde apoia 619 Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) no combate à covid-19 e seus efeitos sobre a sociedade brasileira.

A iniciativa inclui doações de EPIs e equipamentos de saúde, kits de testagem e materiais educativos para lares de idosos em todo o País.

O movimento, lançado pelo Itaú Unibanco, entregou  para as instituições 30 milhões de EPIs (máscaras cirúrgicas e de pano, óculos de proteção, faceshield, luvas, avental, gorro, termômetros e oxímetros), 890 mil itens de higiene (álcool em gel e líquido, sabonete líquido, hipoclorito e papel toalha), e materiais informativos (impressos e online) sobre a utilização correta desses itens e equipamentos.

As ILPIs receberam ainda a doação de máquina de lavar, tablets, televisão e rádio. A Frente Nacional de Fortalecimento à ILPI também fez parte da parceira. O projeto contribuiu com o enfrentamento da pandemia do covid-19 em praticamente todo Brasil.

Incluiu a testagem da população dessas instituições (idosos e cuidadores), em conjunto com as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde e de Desenvolvimento Social, e o monitoramento de medidas de prevenção sugeridas pelo conselho de especialistas do Todos pela Saúde. 

O OLHE teve o prazer de fazer parte do Projeto Todos pela Saúde de junho até a conclusão, em novembro de 2020. Convidados, nós participamos da seleção que definiria a instituição responsável por uma parte de fundamental importância do projeto. Elaboramos o projeto e fomos a organização não governamental escolhida. Entendemos e aceitamos o grande desafio.

Fomos o elemento presencial nas ILPIs durante o Todos pela Saúde. Nós batemos na porta das ILPIs e representamos o projeto em todas as suas manifestações. Para a ação, foi constituído um profissional de extrema relevância, denominado VISITADOR DE CAMPO que representou presencialmente nas instituições o projeto Todos pela Saúde.

Os profissionais que trabalharam conosco são da área da saúde, da assistência social e de outras profissões que se relacionam com pessoas idosas. Mas, em maioria assistentes sociais e enfermeiras.  Através de ações públicas nas redes sociais oferecemos o trabalho temporário, na seleção contratamos 200 profissionais distribuídos em 160 municípios do  Brasil.

O que aprendemos com o Projeto Todos pela Saúde?

Trata-se de projeto de extrema relevância no cenário nacional no combate a pandemia Corona Vírus nas ILPIs.

A experiência ocorrida no exterior fez com que chegássemos antes do problema no Brasil e viabilizou a prevenção.

É preciso um compromisso de toda a sociedade em prol de um envelhecimento digno no Brasil

Temos profissionais qualificados no Brasil que assumem a causa do idoso e desempenham com responsabilidades suas tarefas

parceria
logomarca_stx
parc4

Formação de Cuidadores

Formação de Cuidadores

O Programa Formação de cuidadores tem como foco principal a formação de cuidadores de idosos para atender as demandas do mercado que cada vez mais solicita profissionais cuidadores com formação específica e competente. 

O programa oferece cursos de formação ou aperfeiçoamento, habilitando-as a desenvolverem suas atividades com competência, desenvoltura, responsabilidade e ética.

Somando parcerias
logomarca_stx

Cuidar é Viver

Cuidar é Viver

Em 2011, o OLHE, por meio do programa Cuidar é Viver – em parceria com a empresa Support/Danone – deu início ao curso de formação de cuidadores de idosos para atender as necessidades do mercado no segmento que, até aquele momento, não oferecia cursos qualificados para formação de cuidadores profissionais.

O Projeto Cuidar é Viver foi realizado de 2011 a 2016, caracterizou-se como um projeto exitoso com propósito principal de formar cuidadores de idosos para atual no mercado.

Parcerias

Através do Fundo Danone Ecosystem, o projeto foi financiado e favoreceu cerca de 1.200 cuidadores, formados e absorvidos por famílias e instituições.

Para a execução do projeto foram estabelecidas várias parcerias – uma vez que os cursos foram realizados em locais de alta vulnerabilidade social. Destacamos a Secretaria Municipal de Assistência Social de São Bernardo  do Campo, Instituto Reciclazaro, Igreja Assembleia de Deus de Vila Joanisa  e, posteriormente, a Congregação Israelita Paulista que foi nossa parceira no encerramento do Projeto Cuidar é Viver.

parceria
logomarca_stx
lo_cuidar
lo_danone
lo_company
lo_support

Curso para Formadores de Cuidadores de Idosos

CURSO PARA FORMADORES DE CUIDADORES DE IDOSOS

O envelhecimento da população e as novas configurações familiares, com mulheres mais presentes no mercado de trabalho e menos disponíveis para assumir encargos com parentes idosos com limitações, tem requerido a presença do profissional Cuidador de Idosos. A ocupação é reconhecida pelo Ministério do Trabalho, mas ainda não se tornou profissão, ainda assim, o mercado tem exigido cada vez mais a qualificação dos profissionais que se apresentam para esta função.

Para profissionais da área

O curso tem o propósito de preparar profissionais da gerontologia para ministrarem cursos e aulas para cuidadores de idosos.

Dentre os objetivos estão: apresentar os papéis e limites do cuidador de idosos, metodologia, didática, carga horária, perfil dos professores, vivência prática e demais fundamentos do curso de cuidador de idosos.

OBJETIVO

Oferecer conteúdo para elaboração de curso para cuidador de idosos atendendo as necessidades atuais do mercado de trabalho para inserção dos cuidadores capacitados.

CARGA HORÁRIA

24 horas

PÚBLICO ALVO

Profissionais formadores de cuidadores de idosos para o mercado de trabalho; profissionais da gerontologia, da saúde e da assistência social.

Acompanhante cultural de pessoas idosas

ACOMPANHANTE CULTURAL DE PESSOAS IDOSAS

A cidade oferece um cardápio de opções culturais e de lazer que muitas pessoas idosas não acessam, por falta de conhecimento, oportunidade ou por dificuldade de mobilidade, por exemplo. É de grande importância alguém capacitado que facilite essa interação do idoso com a cidade, seja uma pessoa da família, um amigo ou um profissional.

OBJETIVO

  • Sensibilizar e capacitar os profissionais sobre as questões do envelhecimento identificando as necessidades afetivo-culturais do idoso ampliando os espaços de integração social, possibilitando melhor qualidade de vida, momentos culturais e de lazer, de acordo com os interesses, condições e necessidades individuais.
  • Explorar possibilidades de trabalho junto à população idosa, seja dentro de uma instituição, no domicílio ou em espaços públicos da cidade, avaliando-se a dependência e autonomia do idoso a ser atendido.
  • O curso é realizado por meio de oficinas vivenciais, de forma reflexiva e participativa, com ênfase na escuta, no papel do acompanhante cultural e na responsabilidade do atendimento ao idoso.

CARGA HORÁRIA

12 horas

PÚBLICO ALVO

Profissionais, familiares ou pessoas interessadas em acompanhar idosos a programas culturais.

Gestão de recursos humanos em instituição de longa permanência para idosos

GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS EM INSTITUIÇÃO DE LONGA PERMANÊNCIA PARA IDOSOS

A Instituição de Longa Permanência para Idosos – ILPI – é um espaço de residência para idosos com demandas específicas, que exigem do gestor conhecimento e habilidade para lidar com situações desafiadoras no seu dia a dia.

Gestão de Recursos

A gestão de RH é importante para garantir a harmonia, sinergia e humanização entre funcionários e residentes, por este motivo, é fundamental que esse profissional seja hábil na composição, capacitação e aprimorando de competências, a fim de lidar com fragilidades e garantir controles internos de: planejamento, relatórios, protocolos, normas, procedimentos, regulamentos, e descrição de funções.

OBJETIVO

  • Capacitar os profissionais das ILPIs para uma gestão humanizada e eficiente, apresentando estratégias de qualificação técnica e gerencial, a partir de uma equipe coesa que prioriza a real necessidade dos moradores.
  • Habilitar o gestor para garantir a integralidade do cuidado – demanda biopsicossocial do morador com intervenções preventivas, curativas, paliativas, reabilitadoras para manter ou recuperar a saúde e bem-estar, mantendo um plano individual de cuidados.
  • Atualizar em relação às legislações vigentes, Recursos Humanos RDC 283 e Estatuto do Idoso.
  • Ressaltar a importância e o papel dos voluntários, bem como, a manutenção da rede de atenção e apoio.
  • Dar condições para que o profissional garanta ambientes enriquecidos e a relação da equipe com os moradores – humanização através do equilíbrio entre o espaço físico e as condições emocionais do lugar.

CARGA HORÁRIA

20 horas

PÚBLICO ALVO

Gestores, funcionários de ILPIs e outros profissionais.

Nossos Cursos
Nossos Parceiros